Gui Ribeiro
19.08

Katelyn Houston tem nove anos de idade e valoriza um bom senso de humor. É uma das razões pela qual admira a atriz Miranda Cosgrove,  estrela da série de TV de sucesso da Nickelodeon “iCarly“.

“Eu a vi muito na TV e ela é muito engraçada”, diz Katelyn.

Como muitas crianças de sua idade, o programa de TV favorito de Katelyn é “iCarly“. Ela gosta de ciência e esportes, joga beisebol, vôlei e basquete.

Katelyn nasceu prematura e diagnosticada com uma anomalia complexa chamada Síndrome de Vacterl logo após o nascimento. Esta doença afeta vários sistemas do corpo, incluindo sua coluna vertebral e os pulmões. Ela foi submetida a mais de 100 cirurgias, incluindo a colocação de uma haste em sua coluna por conta da escoliose grave e passou por uma traqueotomia para ajudar na sua respiração. Ela faz viagens mensais ao Hospital Infantil em Milwaukee para ver seu cardiologista, nutricionista, urologista, pneumologista e cirurgião ortopédico.

Katelyn precisa usar um suporte mecânico para respiração. Ela às vezes precisa de um carrinho de criança ou cadeira de rodas, se caminhar longas distâncias.

“A Síndrome de Vacterl é algo que está sempre com ela,” Angie, mãe de Katelyn, diz.

A assistente social de Katelyn do Hospital Infantil sugeriu aos Houstons a fazer um pedido à Make A Wish. Katelyn sempre sonhou em viajar para a Califórnia para conhecer a sua atriz favorita de Hollywood, Miranda Cosgrove.

Em janeiro de 2015 o desejo de Katelyn se tornou realidade quando ela voou para a Califórnia com sua mãe, avó e tia para passar um fim de semana com Miranda Cosgrove na Disneyland.

Quando Miranda conheceu Katelyn, ela deu-lhe uma camisa “Time Katelyn” que ela usou durante todo o dia. Elas passaram o dia inteiro andando em brinquedos e compartilhando histórias sobre si mesmas. Miranda ainda deu o acesso de sua página do Facebook para que elas pudessem se manter em contato.

Katelyn e sua família exploraram outras atrações na Califórnia, como o Jardim Zoológico de Santa Anna e foram à praia.

“Fazia muito tempo, quando poderíamos focar apenas em estar com a família e deixar a questão médica de lado”, disse Angie. “A coisa mais importante para mim foi não ter que se preocupar e apenas nos divertir juntas.”

“E eu estava segura”, Katelyn acrescenta.

Angie diz que a oportunidade proporcionada pela Make A Wish às crianças como Katelyn é impagável.

“As crianças pequenas não devem se sentir mal. Para deixar o estresse dele para trás, eles estão realmente mudando a vida das pessoas”, diz ela. “Se eles dão a estas crianças um impulso extra para continuar, vale totalmente a pena. O olhar em seus rostos é muito gratificante.”

Fonte: Post Crescent

Tradução e adaptação: Miranda Cosgrove Brasil